quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Abará

Conta a história que o abará representa o àkàrà (brasa) esfriado pelo amor, sentimento que amolece o coração humano. A iguaria é dedicada Obá, orixá que traz em seu corpo a marca do amor incondicional.

A massa do abará é bem parecida com a do acarajé. Só que um pouco mais fina. Se utilizarmos uma massa solta, mais grossa, o abará pode ficar “quebradiço” depois de cozido.

Receita do Abará

Ingredientes:

1 kg de massa de feijão fradinho

500 gramas de cebola (passada no liquidificador)

100 gramas de camarão seco (processado)

300 ml de azeite-de-dendê

50 gramas de amendoim (idem)

50 gramas de castanhas (idem)

10 gramas de gengibre

Sal à gosto

Modo de fazer:

Em uma panela coloque todos os ingredientes e misture com uma colher até obter uma massa homogênea.

Corte a palha de bananeira no tamanho que desejar e deixe em uma solução com cloro por 10 minutos e depois enxágüe.

Envolva as porções da massa na folha e leve ao fogo em banho-maria por 45 minutos.

Dicas:

Assim como a massa, é possível encontrar as palhas de bananeira em feiras livres. A palha é passada no fogo para que fique flexível e mais fácil de dobrar. Só não se esqueça de higienizá-la.

Se desejar dar uma incrementada no abará, é possível adicionar à massa uma porção de camarões frescos (pré-cozidos).

O abará vai muito bem acompanhado de camarão seco, vatapá e pimenta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário